Logótipo Newsletter IPJornal

Assine Newsletter Gratuita

Receba os nossos artigos no seu email sem qualquer esforço.

Saiba quanto ganharam os homens mais ricos de Portugal

maisricosportugueses2011_pa

 

 

 

 

 

 

 

Num ano em que as 25 maiores fortunas cresceram, order representando 10% do produto interno bruto, erectile | Américo Amorim reconquistou, denture em 2013, o primeiro lugar do ranking dos homens mais ricos de Portugal. Mais que um sinal da retoma económica, o crescimento de 2,3 mil milhões de euros, ou de 16% face a 2012, deve-se à recuperação da Bolsa de Lisboa. O PSI 20, que integra as maiores empresas, acumula ganhos de quase 15% este ano.

Segundo a “Exame”, a explicação para a reconquista do primeiro lugar deve-se ao facto de Amorim ter duplicado “a sua fortuna em apenas um ano, com a subida em flecha do preço das acções que detém na Galp Energia, no Banco Popular e na Corticeira Amorim”. No entanto, o homem que tem uma fortuna de cerca de 4,5 mil milhões de euros não é remunerado pelos cargos que exerce nestas empresas cotadas.

Segue-se Alexandre Soares dos Santos que perdeu o primeiro lugar, mas teve uma remuneração mais alta na empresa que é responsável pelo seu património, avaliado em 2,2 mil milhões de euros.

No top dos mais ricos segue-se a família Guimarães de Mello. O seu património,  que concentra participações na Brisa, na CUF, na Efacec e na EDP manteve-se estável, nos 1,7 mil milhões de euros.

Belmiro de Azevedo duplicou a sua fortuna este ano, no entanto mantém-se no quarto lugar na lista dos mais ricos, com património avaliado em cerca de 1,2 mil milhões de euros. O líder histórico da Sonae desempenha cargos de administração em três empresas cotadas do grupo (Sonae SGPS, Sonae Indústria e Sonae Capital).

António da Silva Rodrigues, da Simoldes (moldes), entra para o quinto lugar, com uma fortuna avaliada em 642,9 milhões de euros.

Fernando Figueiredo dos Santos e Maria Isabel dos Santos são o sexto e sétimo mais ricos, com um património de 574,9 milhões de euros pela participação de 10% na holding que controla a Jerónimo Martins.

António Mota entra directamente para este top, no oitavo lugar, beneficiando da triplicação este ano do valor bolsista da Mota-Engil. A sua fortuna vale 537,8 milhões de euros.

A família Alves Ribeiro está no nono lugar, com uma fortuna de 505 milhões de euros, graças a negócios de construção e centros comerciais, área em que controla a Mundicenter.

 
Escrito por IP Jornal Team em Novembro 30th, 2013 nas categorias Actualidades, Empresas, Notícias de Portugal, Notícias Financeiras Deixe um comentário

Tags: , , , , , ,



Deixe um Comentário

Algum HTML é permitido.